Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dia Internacional da Família- uma perspetiva progressista

por Catarina Marcelino, em 15.05.13
Hoje é dia internacional da família, mas eu prefiro das famílias. Cada família com as suas especificidades, cada família composta de forma diferente, com pessoas diferentes, cada família com companheiros/as e filhos/as, com netos/as e avós, alargadas, monoparentais, clássicas, com casais do mesmo sexo, recompostas, com os teus, os meus e os nosso filhos/as.
E é nesta diversidade que a sociedade progride e se transforma, independentemente dos conservadores/as continuarem a agir como se só um modelo houvesse, do pai, mãe e filhos, considerando que tudo o resto ou é por azar na vida ou é uma aberração.
Mas quero lembrar que o mundo não é só composto por sociedades judaico-cristãs e em muitas outras as famílias têm modelos diferentes do nosso tradicional, que nos querem fazer crer é o "natural". Natural uma treta!
Hoje é um bom dia para defender a co-parentalidade e a adoção por casais do mesmo sexo. É que não estamos a falar de modelos e de ideias preconceituosas de pessoas que não aceitam a diferença, estamos a falar de pessoas concretas que existem e têm direito a a terem plenos direitos de cidadania.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55



2 comentários

De Rute Isabel a 15.05.2013 às 14:11

Apoiado!

De Anónimo a 15.05.2013 às 18:54

Qual o "nosso tradicional"? e desde quando? com a dinâmica inerente à cultura, organização e política, acho mesmo que teremos de reescrever esta expressão...não sou capaz de entender como meu ou que onde me encaixe de algum modo um modelo no qual muitos deste "nosso" não se integram....as tradições reescrevem-se tal como as narrativas....e a linguagem é aqui crucial. Concordamos em fazer algo mais em prol não apenas do Dia Internacional das Famílias, mas sobretudo das Famílias e das pessoas que as constituem: centralidade às pessoas e aos seus direitos...é disto que falamos também numa abordagem de direitos. Alice Frade

Comentar post





Filibuster, subs.

1. Utilização de tácticas de obstrução, tais como o uso prolongado da palavra, por membros de uma assembleia legislativa de forma a impedir a adopção de medidas ou a forçar uma decisão, através de meios que não violam tecnicamente os procedimentos devidos;

Filibuster, noun
1. The use of obstructive tactics, such as prolonged speaking, by a member of a legislative assembly to prevent the adoption of measure or to force a decision, in a way that does not technically contravene the required procedures;

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comentários recentes




Arquivos

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D